Chapter published in:
The Portuguese Language Continuum in Africa and Brazil
Edited by Laura Álvarez López, Perpétua Gonçalves and Juanito Ornelas de Avelar
[Issues in Hispanic and Lusophone Linguistics 20] 2018
► pp. 237265
References

References

Alexandre, N.
(2000) A estratégia resumptiva em relativas restritivas no português europeu. (Unpublihsed master’s dissertation). Universidade de Lisboa,Lisbon, Portugal.
(2009) Wh-constructions in Cape Verdean Creole: Extensions of the theory of movement. (Unpublished doctoral dissertation). Universidade de Lisboa, Lisbon, Portugal.
(2012) The defective copy theory of movement: Evidence from wh-constructions in Cape Verdean Creole. Amsterdam: John Benjamins. CrossrefGoogle Scholar
Alexandre, N., Gonçalves, R., & Hagemeijer, T.
(2011) A formação de frases relativas em português oral de Cabo Verde e de São Tomé. In A. Costa, I. Falé, & P. Barbosa (Eds.), Textos Seleccionados do XXVI ENAPL 2010 (pp. 17–34). Lisbon: APL.Google Scholar
Alexandre, N., & Hagemeijer, T.
(2002) Pronomes resumptivos e abandono de preposição nos crioulos atlânticos de base lexical portuguesa. In A. Gonçalves & C. N. Correia (Eds.), XVII Encontro Nacional da APL (pp. 17–29). Lisbon: Colibri.Google Scholar
(2007) Bare nouns and the nominal domain in Santome. In M. Baptista & J. Guéron (Eds.), Noun phrases in Creole languages: A multi-faceted approach (pp. 37–60). Amsterdam: John Benjamins. CrossrefGoogle Scholar
(2013) Estratégias de relativização no mundo luso-atlântico: Crioulos de base lexical portuguesa e variedades do português. In M. D. Moura & M. A. Sibaldo (Eds.), Para a história do português brasileiro. Sintaxe comparativa entre o português brasileiro e línguas crioulas de base lexical portuguesa (Vol. III, pp. 49–71). Maceió: EDUFAL.Google Scholar
Alexandre, N., & Lang, J.
(2016) Die Korrespondenz zwischen António J. Ribeiro und Hugo Schuchardt: 1881–1883. In B. Hurch (Ed.), Hugo Schuchardt Archiv. Retrieved from: http://​schuchardt​.uni​-graz​.at​/korrespondenz​/briefe​/korrespondenzpartner​/alle​/1014Google Scholar
Bacelar Nascimento, F., Pereira, L. A., Bettencourt, J., Estrela, A., Oliveira, S., & Santos, R.
(2008) Corpus África: As cinco variedades africanas do português. Textos seleccionados do XXIII ENAPL 2007 (pp. 373–384). Lisboa: APL.Google Scholar
Baptista, M.
(2002) The Syntax of Cape Verdean Creole: The Sotavento Varieties. Linguistic Today 54. Amsterdam: John Benjamins. CrossrefGoogle Scholar
Baxter, A.
(2004) The development of variable NP plural agreement in a restructured African variety of Portuguese. In G. Escure & A. Schwegler (Eds.), Creoles, contact and language change: Linguistics and social implications (pp. 96–126). Amsterdam: John Benjamins. CrossrefGoogle Scholar
Brandão, S.
(2011) Concordância nominal em duas variedades do português: Convergências e divergências. Veredas, 15, 164–178.Google Scholar
(2013) Patterns of agreement within the Noun Phrase. Journal of Portuguese Linguistics, 12(2), 51–100.CrossrefGoogle Scholar
(2015) Concordância nominal em três variedades do Português: Resultados gerais, novas indagações. Cuadernos de la ALFAL, 7, 36–52.Google Scholar
Brandão, S. & Vieira, S.
(2012) A concordância nominal e verbal no Português do Brasil e no Português de São Tomé: Uma abordagem sociolinguística, novas indagações. Papia, 22, 7–39.Google Scholar
Cardoso, H., Hagemeijer, T., & Alexandre, N.
(2015) Crioulos de Base Lexical Portuguesa. In M. Iliescu & E. Roegiest (Eds.), Manuel des Anthologies, Corpus et Textes Romans (pp. 670–692). Berlin: De Gruyter.CrossrefGoogle Scholar
Carreira, A.
(1982) O crioulo de Cabo Verde – Surto e expansão. Lisbon: Gráfica EUROPAM.Google Scholar
Decreto-Lei
nº 8/2009Alfabeto Cabo-verdiano, Boletim Oficial – I Série , 11, 16 de Março, 74–76.
Duarte, D.
(2003) Bilinguismo ou Diglossia? (2nd ed.). São Vicente: Spleen.Google Scholar
(2011) Modo oral e modo escrito, estruturas sintácticas de desenvolvimento tardio e escolarização. In A. Valente & M. T. Pereira (Eds.), Língua Portuguesa: Descrição e Ensino pp. 15–30. Paulo: Parábola.Google Scholar
Duarte, I.
(2013) Construções ativas, passivas, incoativas e médias. In E. Raposo, M. F. Bacelar do Nascimento, M. A. Coelho da Mota, L. Segura, & A. Mendes (Eds.), Gramática do português (pp. 429–460). Lisbon: Fundação Calouste Gulbenkian.Google Scholar
Figueiredo, C.
(2008) A concordância variável no sintagma nominal plural do português reestruturado de Almoxarife (São Tomé). Papia, 18, 23–43.Google Scholar
(2010) A concordância plural variável no sintagma nominal do português reestruturado da comunidade de almoxarife, São Tomé. (Unpublished doctoral dissertation). University of Macau, Macau, China.
(2012) Variável extralinguística escolaridade: Influência na marcação plural do sintagma nominal do português reestruturado de Almoxarife (São Tomé). Papia, 22, 41–76.Google Scholar
Freitas, E.
(2011) O crioulo como língua materna em Cabo Verde e as suas implicações no currículo escolar desenvolvido em Português. (Unpublished doctoral dissertation). Universidad de Santiago de Compostela, Santiago de Compostela, Spain.
Gonçalves, P.
(2004/2009) A formação de variedades africanas do português: Argumentos para uma abordagem multidimensional. In A língua portuguesa: Presente e futuro – Textos da Conferência Internacional ‘A língua portuguesa: presente e futuro’ (pp. 223–242). Lisbon: Fundação Calouste Gulbenkian.Google Scholar
(2013) O português em África. In E. Raposo, M. F. Bacelar do Nascimento, M. A. Coelho da Mota, L. Segura, & A. Mendes (Eds.), Gramática do português (pp. 157–168). Lisbon: Fundação Calouste Gulbenkian.Google Scholar
Gonçalves, P., & Stroud, C.
(1998) Panorama do Português Oral de Maputo – Vol. III: Estruturas Gramaticais do Português: problemas e exercícios. Maputo: INDE.Google Scholar
Gonçalves, R.
(2009) A colocação dos pronomes clíticos no português oral de São Tomé: análise e discussão de contextos numa perspetiva comparada. (Unpublished manuscript). Universidade de Lisboa, Lisbon. Portugal.
(2010) Propriedades de subcategorização verbal no Português de São Tomé. (Unpublished master’s dissertation). Univeridade de Lisboa, Lisbon, Portugal.
(2013) Objetos pronominais no português de São Tomé. Paper presented at the 5th European Conference on African Studies. African dynamics in a multipolar world , ISCTE, Lisbon, Portugal.
(2015) Estratégias de anteposição de PPs em construções-Q e de clivagem no português de São Tomé e no português europeu. In A. Moreno, F. Silva, & J. Veloso (Eds.), Textos selecionados do XXX Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística (pp. 335–351). Braga: APL.Google Scholar
(2016) Construções ditransitivas no Português de São Tomé. (Unpublished doctoral dissertation). Universidade de Lisboa,Lisbon, Portugal.
Gonçalves, R., & Hagemeijer, T.
(2015) O português num contexto multilingue: O caso de São Tomé e Príncipe. Revista Científica da Universidade Eduardo Mondlane, 1, 87–107.Google Scholar
Hagemeijer, T.
(2007) Clause structure in Santome. (Unpublished doctoral dissertation). Universidade de Lisboa,Lisbon, Portugal.
(2009) As línguas de S. Tomé e Príncipe. Revista de Crioulos de Base Lexical Portuguesa e Espanhola, 1, 1–27.Google Scholar
Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde (INECV)
Inverno, L.
(2011) Contact-Induced Restructuring of Portuguese Morphosyntax in Interior Angola: Evidence from Dundo. (Unpublished doctoral dissertation). Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal.
Jacobs, B.
(2009) The Upper Guinea origins of Papiamentu: Linguistic and historical evidence. Diachronica, 26, 319–379. CrossrefGoogle Scholar
Jon-And, A.
(2011) Variação, contato e mudança linguística em Moçambique e Cabo Verde: A concordância variável de número em sintagmas nominais do Português. (Unpublished doctoral dissertation). Stockholm University, Stockholm,Sweden.
Klein, E.
(1993) Toward second language acquisition: A study of null-prep. Dordrecht: Kluwer. CrossrefGoogle Scholar
(2001) (Mis)construing null prepositions in L2 intergrammars: A commentary and proposal. Second Language Research, 17, 37–70. CrossrefGoogle Scholar
Lopes, A.
(2011) As línguas de Cabo Verde: Uma radiografia sociolinguística. (Unpublished doctoral dissertation). Universidade de Lisboa, Lisbon, Portugal.
Mata, I.
(2010) Polifonias insulares: Cultura e literatura de São Tomé e Príncipe. Lisbon: Edições Colibri.Google Scholar
Mendes, A., & Estrela, A.
(2008) Constructions with Se in African varieties of Portuguese. Phrasis, 8(2): 83–107.Google Scholar
Monteiro, A.
(2009) O contexto sociolinguístico e situacional da aprendizagem de língua portuguesa em Cabo Verde na 1º fase do Ensino Básico. In  Textos do Seminário Metodologias e Materiais para o Ensino do Português como Língua Não Materna (pp. 99–102). Lisbon: ILTEC, APP.Google Scholar
Peixeira, L. M.
(2003) Da Mestiçagem à Caboverdianidade: registos de uma sociocultura. Lisbon: Colibri.Google Scholar
Peres, J., & Móia, T.
(1995) Áreas Críticas da Língua Portuguesa. Lisbon: Caminho.Google Scholar
Pratas, F.
(2014) Capeverdean reflexives: The importance of a silent voice. Estudos de Lingüística Galega, 6, 233–250. CrossrefGoogle Scholar
Resolução
nº 48/2005Estratégia de afirmação e valorização da língua cabo-verdiana. Boletim Oficial da República de Cabo Verde – I Série , 46, 14 de Novembro, 1242–1243.
Seibert, G.
2006Comrades, clients and cousins. Colonialism, socialism and democratization in São Tomé and Príncipe. Leiden: Brill.Google Scholar
(2014) Crioulização em Cabo Verde e São Tomé e Príncipe: Divergências históricas e identitárias. Afro-Ásia, 49, 41–70. CrossrefGoogle Scholar
Tolentino, A. C.
(2007) Universidade e transformação social nos pequenos estados em desenvolvimento: O caso de Cabo Verde. Lisbon: F. C. Gulbenkian.Google Scholar
Veiga, M.
(2004) A Construção do Bilinguismo. Praia: Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro.Google Scholar
Vieira, S., & Bazenga, A.
(2013) Patterns of third person plural verbal agreement. Journal of Portuguese Linguistics, 12(2), 7–50. CrossrefGoogle Scholar
Winford, D.
(2003) An introduction to contact linguistics. Oxford: Blackwell.Google Scholar
(2005) Contact-induced changes. Diachronica, 22, 373–427. CrossrefGoogle Scholar